segunda-feira, 28 de março de 2011

Eu admito ser estranha.

Falo sozinha; começo a cantar do nada; faço caretas pro vento; ensaio caras e bocas a frente do espelho; faço meus concertos debaixo do chuveiro; coloco o volume no máximo quanto estou com fones nos ouvidos e canto mais alto que a música; encaro as pessoas no autocarro; tenho a mania da perseguição; às vezes acho que o mundo me odeia; experimento roupas; faço de conta que sou única e às vezes saio dançando pelo quarto; mudo muito rapidamente de humor.. Mas foda-se, eu sou feliz assim!
 
 

7 comentários:

  1. é mesmo, há muitas assim :c obrigado minha querida (L)

    ResponderEliminar
  2. não é nada de jeito, mas obrigada :$

    ResponderEliminar
  3. obrigada, já estou a seguir o teu também, beijos. Gostei muito da simplicidade !

    ResponderEliminar
  4. as palavras que escreveste são escritas de maneira tão frontal que a sua simplicidade recorda-me a pureza da felicidade :)

    ResponderEliminar
  5. eu sou mesmo assim, tudo o que dizes tem a ver comigo! adoro o teu blog, obrigada por seguires o meu

    ResponderEliminar
  6. pois és, mas não és a única.. mas também ainda bem que és feliz, e também não és a única (;

    beijinhos lady, adoro o teu blog *-*

    ResponderEliminar