segunda-feira, 25 de abril de 2011

tu sabes .

Um sorriso, um olhar, um carinho, não sei explicar, uma palavra sem pensar, com intenção de ficar;
Eu tento não ser vulgar, ser o que estás a imaginar, e basta olhar no teu olhar, e sabes o que estou a pensar;
Fico sozinha no escuro, tento encontrar um novo rumo, não estava a espera deste amor, é verdade eu assumo;


Os teus olhos brilhantes, dão cor à realidade, aceita os meus elogios, com toda a sinceridade;

Tu sabes toda a verdade, mas insistes no teu desprezo, és a chama de um amor, que deixa o coração aceso;
Uma alma tão pura, que me deixa com esperanças, será que é para avançar, ou ficar pelas lembranças;
Eu sinto, eu entrei num labirinto, numa página pressinto que errei mas já não minto.







15 comentários: